Marcolina Fontana

Casada com Paulo Zeferino de Souza

Download

Clique no botão ao lado para fazer o

download destas e de outras 

informações de Marcolina Fontana

Marcolina Fontana, nasceu em Urussanga, no dia 14 de março de 1939. Filha de Pacífico Fontana e Rosina Da Soler.

 

Marcolina casou no dia 15 de fevereiro de 1958, em Criciúma, com Paulo Zeferino de Souza, nascido dia 15 de março de 1934, em Braço do Norte, filho Maria Custódia de Souza. O sustento do casal, nesta época, era tirado do trabalho de seu esposo que trabalhava como mineiro.

 

Marcolina e Paulo tiveram três filhas em seguida. Em 24 de agosto de 1958 nasceu Maria Terezinha de Souza.  Rosa de Lourdes de Souza nasceu em 10 de setembro de 1959. A terceira filha nasceu em 28 de agosto de 1962 e recebeu o nome de Maria Salete de Souza. Depois das três mulheres que veio um filho homem, José Carlos de Souza, em 17 de novembro de 1964.

 

Neste período, seu esposo, Paulo Zeferino de Souza, montou um armazém em frente à igreja do Bairro São Simão e o casal teve mais dois filhos: em 27 de junho de 1967 nascia Pedro Paulo de Souza. O sexto filho nasceu em 19 de abril de 1970 e recebeu nome de Célio Luiz de Souza.

Para o sustento da família, além do armazém, Paulo começou a trabalhar como taxista no Ponto 1, onde hoje é a Praça Nereu Ramos. Em 1971 o casal trocou o armazém por uma olaria no Bairro São Simão, onde, nos dias de hoje, fica o Loteamento Beatriz e o Condomínio Santa Clara. Tocaram a olaria por pouco tempo, com o nascimento de seu sétimo filho, em 06 de novembro de 1972, que recebeu nome de Célia Rosania de Souza, venderam a olaria e foram morar em Nova Roma, município de Meleiro, hoje município de Morro Grande. Lá eles viviam de extração de madeiras e agropecuária.

 

Em 1974 houve uma enchente em Nova Roma aonde eles acabaram perdendo boa parte de seu patrimônio. Marcolina e Paulo resolveram retornar para Criciúma e foram morar no Bairro Boa Vista. Paulo voltou a trabalhar como mineiro, morando na Boa Vista por 7 anos. Ainda em Nova Roma, o casal teve o seu último filho, no dia 07de julho de 1975 e recebeu o nome de Antônio Marcos de Souza.


Marcolina era uma esposa sábia de poucas palavras, porém de muitas atitudes. Fiel com a família e muito carinhosa com os filhos. Estudou até o quarto ano primário. Ela era católica praticante. Enquanto solteira ajudava os pais no trabalho de agricultura. Sua diversão eram as festas religiosas e bailes chamados domingueiras. Suas refeições eram comida Italiana. Marcolina gostava de usar vestidos. Seus maiores amigos eram da família.


Um fato muito dramático para a família foi a prisão de seu esposo Paulo, por 3 meses, devido a desavenças com um vizinho, em que o mesmo deu 2 tiros, quando foi afrontado pelo seu desafeto, em pleno Terminal Urbano de Criciúma. Marcolina foi uma guerreira, cuidando de toda família e ficou casada com Paulo por 25 anos, separando-se dele apenas em sua morte, no dia 24 de fevereiro de 1983, por uma infecção hospitalar, em função de uma cirurgia de varizes, com apenas 42 anos de idade. A família ficou muito abalada, pois não estavam preparados para esta grande perda. Nesta época, somente 2 filhas haviam casado, Maria Terezinha e Maria Salete. Já Paulo faleceu no dia 18 de fevereiro de 2007, em decorrência de insuficiência respiratória aguda, devido a broncopneumonia em consequência de acidente vascular cerebral. 

 

Álbum de Família