Alberto Fontana

Casado com Carmélia da Luz

Download

Clique no botão ao lado para fazer o download da descendência e outras informações de Alberto Fontana

Alberto Fontana, nasceu em 25 de maio de 1937, em Criciúma. Filho do casamento de João Fontana e Úrsula Concer. João Fontana foi casado com Domeniga Posa, com quem teve 4 filhos. Ficou viúvo e do casamento com Ursula Concer, teve mais quatro filhos. Os filhos foram criados na roça e na serraria da família.

 

Alberto estudou até a quarta série na escola do bairro são Simão, onde a primeira professora e quem o alfabetizou foi Maria Marcos. Porém, para ajudar em casa teve de abandonar os estudos e dedicar-se somente à lavoura. Com 21 anos de idade passou a trabalhar na mina do bairro São Simão, onde, com o irmão mais novo, passaram por vários momentos. Sem o auxílio tecnológico atual o serviço era muito mais braçal e vários acidentes aconteciam, com a perda de parentes e amigos.

 

No dia 24 de outubro de 1959 casou com Carmelia da Luz e ganhou um pedaço de terra como herança, localizado em frente a atual Esmalglass, onde constituiu a sua família e criou seus oito filhos: Murici, Edna Elisa, Donir, Luiz Carlos, Rosane, Rosangela, José Vilson e Rosinete. 

Neste lugar foram passados momentos inesquecíveis, com muitas historias para contar, como nas vezes em que precisavam ir para roça e os filhos pequenos ficavam em casa com a sobrinha, caso acontecesse algo ela colocava uma toalha branca no varal para Alberto e Carmélia viessem ver o acontecido. Várias vezes voltavam sem nada ter acontecido, era somente para ela apressar nossa volta. Em outra ocasião, deixaram uma das filhas cuidando da irmã mais nova e ela, para acalmar seu choro, já que nada adiantava, deixou-a tomando uma garrafa de vinagre. Foi um susto, mas tudo acabou bem. 

 

Alberto Lembra, também, que várias vezes chegou em casa com um de meus filhos embaixo dos armários da cozinha, já que espoletas como eram, para pegar o bico (chupeta) escondido na parte mais alta do armário, escalavam as prateleiras e com o peso tudo acabava caindo sobre eles. Um dos filhos, certa vez se afogou em um açude da propriedade, e com a ajuda do destino, um motorista que passava na hora o salvou. Em outro momento quase passou com o carro por cima dele, pois, por brincadeira, se assegurava no para-choque e, neste dia, seu pé ficou preso e ele caiu no chão, mais uma vez foi salvo, pois com o auxilio da sorte e a proteção divina, Alberto parou no momento que algo trágico aconteceria. Com o decorrer dos anos passaram a lembrar destas historias e ainda dar boas risadas.

 

Aos 38 anos Alberto se aposentou da mina e continuou trabalhando como agricultor. Neste tempo, teve um alambique, onde vendeu muita cachaça, trabalhou com criação de animais, venda de queijos e verduras. Com honestidade, criou os filhos, sempre com muito trabalho e esforço. Com o passar do tempo eles formaram suas próprias famílias, e como presente deu para cada um, o seu terreno para assim firmar raízes como ele fez.

 

Após o término da lavoura resolveu abrir seu próprio negócio, o pesque e pague do Fontana, onde recebia amigos e clientes para pescar, beber e conversar. Nas sextas-feiras era oferecida janta típica italiana e de boa qualidade, onde a polenta da esposa ficou conhecida na região como o “pudim da Carmelia”.

 

No ano de 2005 construímos nossa casa nova, momento marcante para todos, pois na antiga residência construímos nossa historia, porém seria na nova que teríamos o conforto que tanto merecíamos. Sempre ao lado da esposa Carmélia formou a base da família, onde o amor sempre os uniu e não deixou qualquer problema os afastassem. No dia 28 de março de 2014, quatro dias após seu aniversário, Carmélia veio a falecer, porém o que plantou ficou gravado por todos, esposo e filhos, o verdadeiro valor da “família”.

 

Atualmente, Alberto, tem 77 anos, mora ainda em sua residência, continua tocando seu negócio, que hoje é somente um bar, mas que recebo todos os dias amigos para beber e conversar. Apesar das dificuldades, segue sua trajetória ao lado de seus netos, deixando como mensagem que a luta e o esforço, apesar de muitas vezes sofridos, gratificam com a recompensa do dever cumprido.

 

Álbum de Família

Alberto com capacete de mineiro na propriedade

Alberto jovem